Dia do fico

Estou me sentindo o próprio Dom Pedro em “se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, diga ao povo que fico!!” Depois de minha amiga Cláudia muito insistir, e claro, a idéia muito me agradar, resolvi que ficarei mais uns dias nestas terras de mares nunca d’antes navegados!

E se todas as companhias de vôo tivessem clientes como eu elas estariam milhionárias! Acabei de trocar meu vôo pela segunda vez, então até última ordem eu só deixo Portugal na terça-feira da semana que vem! A historia já virou mesmo piadinha portuguesa!!!

Vou matar dois diazinhos de aula, mas tenho que admitir que adorei este país e comecei até a achar o sotaque português uma graça. Estes quase 20 dias aqui vão me fazer voltar pra casa falando como eles. E o mais importante foi que aprendi também algumas novas palavrinhas, vamos la:

– Casa de banho = se te perguntarem onde fica a casa de banho, não pensem que a pessoa quer também toalha, shampoo e sabonete. Ela só está procurando pelo banheiro mesmo, para um xixi.

РPequeno almo̤o = ṇo ̩ inven̤̣o do vigilantes-do-peso nem uma nova dieta da sopa. Pequeno almo̤o ̩ nada mais nada menos que o nosso caf̩-da-manḥ.

РAutocarro = ṇo ̩ um carro gigante, mas sim um ̫nibus normal.

– Camisola = aquele vestidinho de cetim ou algodão que as mulheres usam para dormir, certo? Pois se você é homem e alguém aqui te disser que gostou de tua camisola, não se ofenda, ele está falando da sua camiseta, t-shirt.

– Penso higiênico = estou eu na “casa de banho” do shopping quando uma menina veio andando em minha direção e me lasca esta: “terias um penso higiênico?” Nesta hora eu achei que ela falava grego e foi quando minha amiga me explicou que a garota só queria um absorvente. Gente, como eu não pensei nisso antes, o ditado é claro: Penso, logo menstruo.

– Perdigoto = calma, isso não é um palavrão. Perdigoto é só esta coisa que temos na boca: saliva, cuspe. Sabe aquelas pessoas que perdigotam no chão?

Amizades…

Pela primeira vez neste blog não sou eu quem conto de alguém ou algum lugar, mas um alguém conta de mim, muito mais do que eu poderia dizer sobre mim mesma. Porque como eh complicado falar de nós mesmos, algumas pessoas tem a sorte de ter amigos e familiares que gostam da gente como somos e as vezes falam de nós de um jeito tão bonito que nos fazem sentir como um calouro no Chacrinha que recebe elogios dos jurados.

Estou falando do post que minha amiga Mary (a macaca ali de baixo comigo) colocou no blog dela especialmente pra mim. Sou uma das pessoas deste planeta que tem o privilegio de ter este tipo de amigos, que de repente chamam de qualidade o que muitos outros consideram defeito ;-)… Obrigada Mary.

Este eh o blog da Mary:
http://maryealex.blogspot.com

Casas e vilas

Fui visitar duas vilas liiindas daqui da minha cidade. Uma delas se chama Castleton, e como o nome diz, la tem um castelo que foi construido pelos romanos. A outra vila se chama Eyam, e eh conhecida como a “plague village” (vila da praga), porque foi la onde a peste bubonica mais matou pessoas depois de Londres (lembram da historinha dos ratos?). A historia eh triste, porque parece que uma pessoa infectada veio de Londres e toda a vila contraiu a peste. Ai, para nao disseminarem a doenca, os habitantes foram obrigados a se confinarem la, ate a morte. Na epoca haviam 330 pessoas na vila, e mais de 250 morreram. Entao a maioria das casas tem uma placa na frente, com o nome das pessoas que moravam la, a idade e a data em que morreram.


Mas como por aqui o excentrico eh o que eh bacana, ta cheio de gente querendo morar numa vila como esta. Eh porque quanto mais antiga eh a casa, mais cara ela custa. Se tiver uma historia por tras entao, mesmo que envolva mortos e ratos, nem se fala. Entao as casas novas daqui (que tem mais de um banheiro, tabuas corridas ao inves de carpetes, encanamentos de pvc e janelas que abrem) custam menos da metade do que uma casa da epoca da peste, quase mal-assombrada. Se no Brasil fosse assim, minha avo tava feita. Eh, porque ela esta tentando vender a casa dela ha um tempao e nao consegue. E veja que la ja morreram meu bisavo, minha bisavo, algumas janelas estao emperradas, a casa tem encanamentos de ferro e quase 50 anos. Se souberem de algum ingles interessado, por favor deem meu email.


Espanhas Unidas da America

Me vira a inglesinha, que eh um doce por sinal: “voce foi pra praia?”
Eu: “sim, fui pra Espanha”
Ela: “ah! foi pra casa no feriado?”
Eu: “nao, vc esta confundindo, I’m from Brazil”
Ela: “ue, e o Brasil nao eh na Espanha???”

Depois a culpa eh da coitada da Carla Perez, so porque ela achava que Belo Horizonte ficava no Rio Grande do Sul.