essas pequenas grandes coisas

Neste Natal tive o privilégio de receber meus pais aqui em casa e durante duas semanas as minhas meninas puderam conviver um pouco mais com os avós que elas tanto amam. O papai fez a Olivia dormir cantando, embalada em seus braços. A mamãe fez incontáveis tabuleiros de pão-e-queijo. Saímos para andar na chuva e no frio, visitamos lugares novos e retornamos a lugares que eles gostam. O papai quase perdeu o chapéu no vento, a mamãe adorou comprar vestidos novos. O papai ficou igual criança em uma loja de facas e canivetes Joseph Rodgers. Os dois se deliciaram nos supermercados ingleses e cozinharam a nossa ceia de Natal. A mamãe colocou a Gabi pra dormir, para que eu e o Tim pudéssemos sair a noite sozinhos. Dividimos várias garrafas de vinho, nos apertamos todos no carro, patinamos no gelo, compramos bilhetes de trem. Ter meus pais por perto é lembrar que o que realmente importa são estas pequenas coisas. Estas pequenas grandes coisas que fazem a vida valer a pena.

E ontem de manhã o Tim saiu da cama quando ainda estava escuro lá fora. Escutei ele levantando mas voltei a dormir. Minutos depois me volta ele, bandeja de café da manhã nas mãos e um feliz aniversário, que por um momento eu havia esquecido. No facebook, mais de 100 amigos me desejaram o bem. Meu coração se aqueceu e eu me senti tão querida. O bem é uma corrente que vai e volta. Fiz 38 anos e percebi como tenho sorte; pelos amigos, pela família, meus pais. Estes são meus verdadeiros presentes de Natal, de aniversário, de vida. Obrigada, 2015. Só gratidão por mais um ano pela frente.

2 comments

  1. Amém maninhaaaa!!! Gratidão pela vida sempre!!! Gratidão atrai sentimento bom…. Te amo minha melhor amiga! Vc é uma das pequenas grandes coisas mais valiosas da minha vida!❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *